Rádio Trianon 740 AM

Cidade de SP vacina contra Covid-19 e aplica dose de reforço em idosos com mais de 60 anos nesta quarta-feira

Na última semana, seis postos voltados para imunização contra Covid foram desativados na capital paulista, sendo quatro na Zona Leste e dois na Zona Oeste.


Senhora prestes a receber dose de imunizante contra Covid-19 em Osasco, na Grande SP — Foto: ROMEO CAMPOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Senhora prestes a receber dose de imunizante contra Covid-19 em Osasco, na Grande SP — Foto: ROMEO CAMPOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A cidade de São Paulo aplica nesta quarta-feira (3) primeiras doses (D1), segundas doses (D2) e doses de reforço ou adicionais (DA) da vacina contra Covid-19 nos grupos já liberados para cada etapa do processo vacinal.

Na última semana, seis postos voltados exclusivamente para a imunização contra Covid foram desativados na capital paulista, sendo quatro na Zona Leste (Shopping Anália Franco, Arena Corinthians, Subprefeitura do Itaim Paulista e Catedral São Miguel Arcanjo) e dois na Zona Oeste (Memorial da América Latina e Shopping Raposo Tavares).

Todos os postos da rede que seguem em operação estão funcionando nesta quarta para atender aos públicos elegíveis: 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs); megapostos com acesso a pedestres, postos que funcionam exclusivamente em sistema drive-thru e a rede de farmácias parceiras. A vacina também está disponível em 82 AMAs/UBSs Integradas, unidades do Serviço de Atenção Especializada (SAE) e nos Centros de Saúde. (Veja a lista completa dos endereços)

Pelo Filômetro, é possível acompanhar a situação de espera nos postos de imunização contra Covid na cidade. Na página também é possível conferir quais vacinas estão disponíveis para aplicação de segunda dose em cada unidade.

Quem já pode se vacinar na capital?

Adultos e adolescentes de 12 a 17 anos já podem procurar os postos de vacinação contra Covid-19 do município para receber a primeira dose do ciclo vacinal. No caso dos menores de idade, o único imunizante que tem autorização da Anvisa para ser aplicado no grupo é o da Pfizer/BioNTech. https://99ec81049c935402efebe36cee11ab5e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

No momento da aplicação, os jovens devem estar acompanhados de um adulto. Caso essa pessoa não seja o responsável legal, será preciso apresentar uma autorização assinada junto ao documento de identidade com foto e ao comprovante de residência em São Paulo.

Podem receber a segunda dose as pessoas que já completaram o intervalo necessário entre D1 e D2, período que varia de acordo com o imunizante aplicado. Para a CoronaVac, é preciso esperar 15 dias entre uma dose e outra. O prazo da AstraZeneca também foi recentemente reduzido pela Prefeitura, passando para 8 semanas (56 dias).

No caso da Pfizer, maiores de 18 anos podem receber a D2 após 21 dias da aplicação da primeira dose. Já os adolescentes de 12 a 17 anos precisam aguardar 8 semanas (56 dias) para completar o esquema vacinal.

Senhora após receber dose de reforço da vacina contra Covid-19, em Serrana, interior de SP — Foto: JOEL SILVA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Senhora após receber dose de reforço da vacina contra Covid-19, em Serrana, interior de SP — Foto: JOEL SILVA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A aplicação da dose adicional ou de reforço está liberada para idosos acima de 60 anos, indígenas aldeados com mais de 18 anos e trabalhadores da Saúde, desde que tenham concluído o processo vacinal (D2 ou dose única) há pelo menos seis meses. De acordo com a prefeitura, são considerados profissionais da saúde todas as pessoas que atuam com a área, seja na linha de frente, como médicos e enfermeiros, ou no apoio, como nutricionistas e faxineiros, além dos que tenham formação comprovada na área, como veterinários. https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O intervalo de seis meses também é necessário para que agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), sepultadores e fiscais das subprefeituras possam receber a DA. Para este público, será aplicado apenas o imunizante CoronaVac.

Pessoas acima de 18 anos com alto grau de imunossupressão também podem receber a dose de reforço, mas com intervalo obrigatório entre conclusão do ciclo vacinal e aplicação do reforço de apenas 28 dias.

Segundo o Vacinômetro da Prefeitura de São Paulo, mais de 20,1 milhões de doses de vacina contra Covid-19 haviam sido aplicadas na capital paulista no final do feriado desta terça-feira (2). O índice de adultos com imunização completa na cidade está em 94,1%.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.