Rádio Trianon 740 AM

GCM dá golpes de cassetetes em suspeitos de arrastão em mercado e joga bombas em moradores de rua no Centro de SP; veja vídeos

2 pessoas foram detidas por saques no domingo, na Praça da Sé. Segurança Urbana não explicou por que a GCM jogou bombas de efeito moral contra população de rua. Pasta alega que agentes fizeram uso progressivo da força para tentar impedir roubo. Movimento social criticou ação.


Bomba é lançada contra moradores de rua em São Paulo

00:00/00:56

Bomba é lançada contra moradores de rua em São Paulo

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) deu golpes de cassetetes em um grupo suspeito de fazer arrastão num mercado no Centro de São Paulo. Depois, os agentes ainda jogaram bombas de gás na direção de moradores em situação de rua que só passavam pelo local.

Vídeos gravados por celulares por testemunhas mostram a ação dos agentes na noite de domingo (19) na região da Praça da Sé (veja nesta reportagem). As imagens circulam nas redes sociais.

Ao menos duas pessoas foram detidas pelos guardas-civis por suspeita de saquearem a loja: um adulto e um adolescente ferido. A Secretaria Municipal de Segurança Urbana não explicou por que a GCM jogou bombas de efeito moral contra a população de rua. De acordo com a pasta, os agentes fizeram o uso progressivo da força para tentar impedir o roubo (leia nota abaixo).

Padre Júlio Lancellotti publicou vídeo que mostra bomba sendo atirada contra moradores em situação de rua na região da Praça da Sé, Centro de São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter

Padre Júlio Lancellotti publicou vídeo que mostra bomba sendo atirada contra moradores em situação de rua na região da Praça da Sé, Centro de São Paulo — Foto: Reprodução/Twitter

O padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo da Rua, criticou a ação da GCM em suas redes sociais. “Agora a noite na Sé. Pop em situação de rua com frio espera atendimento e recebe bombas”, escreveu o pároco em seu Twitter. Ele ainda compartilhou o vídeo que mostra o momento que ao menos uma bomba é atirada contra moradores de rua.

Na filmagem é possível ver o momento em que o artefato é atirado em direção a uma pessoa que caminha com um cobertor para se proteger do frio.

A bomba bate numa grade e se divide, espalhando fumaça branca e assustando as pessoas, que saem correndo. Uma socorrista que aparece usando máscara e uniforme se afasta da maca para se proteger.

Ao fundo da imagem é possível ver outros pontos com fumaça, aparentemente de outras bombas que teriam sido lançadas mais distante.

Arrastão

Arrastão e bombas de efeito moral no centro de São Paulo

–:–/–:–

Arrastão e bombas de efeito moral no centro de São Paulo

Testemunhas contaram que bombas foram atiradas depois que dois adolescentes tentaram roubar um casal que passava pelo Centro. Uma das vítimas tinha um canivete e feriu um dos infratores.

O casal correu depois para um mercado para não ser assaltado. Mas outros adolescentes foram atrás e tentaram invadir o comércio.

Outro vídeo mostra o momento que um grupo de pessoas entra no mercado e acaba saqueando o local, saindo de lá com produtos da loja. Na imagem é possível ver um guarda-civil usando o cassetete para bater nos suspeitos que deixam o local.

Em seguida bombas a GCM lançou bombas em direção a moradores de rua que estavam próximos ao local.

O que diz a Segurança Urbana

“A Secretaria Municipal de Segurança Urbana informa que neste domingo (19), a Guarda Civil Metropolitana acompanhava a entrega de cobertores a moradores em situação de vulnerabilidade na Praça da Sé, na Tenda da Operação Baixas Temperaturas, quando se deparou com a tentativa de roubo e agressão à um casal que transitava pelo local.

Durante a ação, uma das vítimas reagiu, ferindo um dos menores infratores. Após o ocorrido, o casal se refugiou em um mercado próximo, sendo perseguido pelos autores, que invadiram o local e passaram a saquear e danificar o estabelecimento.

Os infratores passaram a arremessar objetos contra as equipes da GCM. Diante do tumulto, os Guardas fizeram o uso moderado e progressivo da força, a fim de garantir a integridade física e a segurança das pessoas em situação de rua, vítimas e dos agentes da Guarda Civil Metropolitana.

Após a dispersão dos infratores, a GCM deteve um dos infratores e o conduziu até o 8º Distrito Policial. O menor esfaqueado foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao PS Ipiranga. O caso foi registrado no 8º Distrito Policial.”

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.