Bares, shoppings, restaurantes, parques: veja como ficam comércio e serviços em SP a partir de 1º de agosto


O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (28) uma nova ampliação do horário de funcionamento de comércios e serviços e o fim da restrição de circulação noturna durante a quarentena contra a Covid-19.

Estabelecimentos como bares, restaurantes, lojas e shoppings vão poder operar até a 0h a partir deste domingo (1). Atualmente, o horário vai até as 23h.

A mudança acontece antes de a população atingir alto percentual de imunização completa com duas doses da vacina e no momento em que os indicadores da pandemia estão em queda, mas ainda em patamar semelhantes aos da primeira onda em 2020.

Além da ampliação do horário, o governo também anunciou que a recomendação de capacidade máxima dos estabelecimentos será ampliada para 80%. Antes, o limite recomendado era de até 60%. Na prática, não há lei, multa ou fiscalização para verificar esse percentual.

Veja abaixo perguntas e respostas sobre as novas regras da quarentena em SP:

O que pode funcionar das 6h à 0h?

Estabelecimentos de diversos setores poderão funcionar até a meia-noite a partir desta sexta. Para shoppings, comércio e restaurantes, o governo recomenda que o acesso seja permitido apenas até as 23h, para que o encerramento à 0h seja respeitado. Veja quais são os setores contemplados pela nova regra:

  • Restaurantes, bares, cafés e lanchonetes (acesso até 23h, permanência até 0h);
  • Lojas, shoppings, galerias e outros comércios não essenciais (acesso até 23h, permanência até 0h);
  • Salões de beleza, barbearias e clínicas de estética;
  • Museus, cinemas, teatros e shows com público sentado;
  • Academias de ginástica, clubes e centros esportivos.

O que pode funcionar em qualquer horário?

Serviços essenciais, como supermercados e farmácias, já estavam autorizados a operar em qualquer horário. Veja quais são esses estabelecimentos:

  • Mercados;
  • Padarias;
  • Açougues;
  • Postos de combustíveis;
  • Lavanderias;
  • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô;
  • Transportadoras, oficinas de veículos;
  • Atividades religiosas;
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria;
  • Bancos;
  • Pet shops;
  • Serviços de delivery ou entregas.

Parques estão liberados?

Sim. Os parques urbanos estaduais e unidades de conservação voltam a funcionar em tempo integral a partir de 1º de agosto. Cada parque tem um horário de funcionamento, e as informações de abertura e fechamento podem ser consultadas no site da Secretaria do Meio Ambiente.

O funcionamento normal dos parques municipais da capital paulista já haviam sido liberados.

Até quando valem as regras atuais?

Os novos horários anunciados pelo governo estadual passam a valer neste domingo (1º) e vigoram até 16 de agosto.

A partir de 17 de agosto, o governo afirma que suspenderá completamente o limite de ocupação e de horário de funcionamento dos estabelecimentos.

Aglomerações estão liberadas?

Não. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, eventos com público em pé continuam proibidos. Eventos que geram aglomerações, como jogos com público e baladas em casas noturnas, estão condicionados aos resultados dos eventos-teste que começaram a ser realizados. A liberação total ainda será analisada.

Novas flexibilizações da quarentena anunciadas pelo governo de SP nesta quarta-feira (28). — Foto: Divulgação/Governo de SP

Novas flexibilizações da quarentena anunciadas pelo governo de SP nesta quarta-feira (28). — Foto: Divulgação/Governo de SP

O uso da máscara ainda é obrigatório?

Sim. Mesmo após 17 de agosto, quando não haverá mais restrição de horários nem limite de capacidade nos estabelecimentos, o uso da máscara continuará sendo obrigatório no estado de São Paulo em todos os ambientes.

A gestão estadual também afirma que o distanciamento social e os protocolos de higiene devem ser mantidos.

É permitido circular à noite?

Sim. A restrição de circulação noturna (“toque de restrição”), que atualmente vai das 23h às 5h, será completamente suspensa a partir de 1º de agosto em todo o estado.

Com isso, a Prefeitura de São Paulo também afirmou que suspenderá o rodízio noturno de veículos. O rodízio normal será retomado na cidade a partir de 2 de agosto.

A pandemia acabou?

Não. Os indicadores de saúde, como internações, casos e mortes estão caindo no estado de São Paulo e já são bem menores do que os observados no colapso de março e abril. No entanto, os números ainda são altos, semelhantes aos verificados no pico da primeira onda da doença, em julho de 2020.

A população já está imunizada?

Não completamente. De acordo com o Vacinômetro, cerca de 76% dos adultos com mais de 18 anos já foram imunizados com a primeira dose no estado. Mas a aplicação da segunda dose ou da dose única da vacina atingiu apenas 21% da população adulta. Há ainda adolescentes e crianças que não receberam a primeira dose.

Para que a proteção seja eficaz, é necessário que o esquema vacinal esteja completo para um grande percentual da população.

Mesmo após receber as duas doses, especialistas recomendam que os cuidados, como uso de máscara e distanciamento, sejam mantidos até que a transmissão do vírus caia consideravelmente na região.

SP flexibiliza ainda mais horário do comércio no estado

SP flexibiliza ainda mais horário do comércio no estado

Quais foram as principais mudanças feitas na quarentena em SP?

Em 2020, o governo estadual criou o Plano São Paulo, para regulamentar as regras da quarentena em cada região. Desde sua criação, o plano foi alvo de uma série de alterações. O governo mudou tanto o que pode ou não funcionar em cada fase, como os indicadores de saúde necessários para que uma região seja classificada em determinada fase.

Desde 18 de abril, todo o estado de São Paulo está na chamada fase de transição, e os critérios do plano para estabelecer as fases deixaram de ser obedecidos.

Esta fase foi criada para representar uma etapa transitória da fase emergencial, a mais rigorosa da quarentena.

Fonte: G1

One thought on “Bares, shoppings, restaurantes, parques: veja como ficam comércio e serviços em SP a partir de 1º de agosto

  • 01/12/2020 em 02:52
    Permalink

    Excelente matéria
    O Metrópole em Foco está de parabéns.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com